E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim. Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vo-lo tenho predito. Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais; eis que ele está no interior da casa, não acrediteis. Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.


Mateus 24. 12-14, 23-27

[Ref.: Gl 1.9 / 2 Tm 4.3 / 1Jo 4.1]

Cuidado com o que busca. Nem todo "Eis que te digo…" vem de Deus

Nem todo “Eis que te digo…” vem de Deus

Nem tudo que é favorável aos nossos ouvidos é realmente da vontade de Deus para nós, muitas vezes o voto favorável pode não vir de Deus, mas sim de um artifício do inimigo para amaciar nosso ego, para nós enganar e permanecermos cegos em nossa própria vontade. Se for para buscar conselhos sabendo que haverá rejeição e ainda assim cometer o pecado (previamente planejado), já estamos errados desde cedo, é melhor apresentar a Deus logo de início.


Cuidado com o que busca, desejos superficiais (sempre com fins egoístas, cheios de cobiça e vaidade) geralmente nos levam a cometer sérios equívocos, tomar decisões erradas, algumas reversíveis, outras não, e isso gera um peso ainda maior quando achamos achamos que “Deus esta no negócio”. Quantas pessoas, principalmente cristãs se casam, levando-se por aparências (beleza),fatores convenientes aos seus interesses ( com status social, poder aquisitivo e “nascer em berço cristão”) e ainda ousadamente declaram “ser de Deus” aquele relacionamento (apoiado por poucos) e persistem que seus pastores as abençoem.

Nisso há perigos para os seguintes perfis:

  • O que busca incessantemente ouvir o que quer e se permite ser enganado porque não quer ceder, mesmo sabendo que esta errado
  • O que professa a mensagem ou “revelação” favorável que não provém de Deus, apenas para agradar a outra parte. Aqui faltou muito mais de temor e reverência a Deus do que da parte de quem buscou a tal revelação.

Lembremos do profeta Micaias e o rei Acabe [ Leia 2 Crônicas 18.1-27 ] , quando seus 400 outros ditos profetas e magos declaravam sua vitória contra o rei da Síria, alimentando uma vontade que ele já estava planejando. Acabe era um rei desobediente e irreverente a Deus, o Senhor não queria que Acabe se levantasse contra eles, deixou isso bem claro através de Micaias, que se ele fosse guerrear, certamente morreria, mas ele preferiu dar ouvidos aos seus profetas e morreu.

Em tempos em que tem se levantado muitas igrejas e pregadores novos com mensagens triunfalistas, misturando pouco (o ou quase nada) da Palavra com discursos motivacionais antropocêntricos ou “embasadas” na teologia da prosperidade, todo cristão deve tomar cuidado com o que busca ouvir e se manter firme na Palavra de Deus.

O evangelho de Cristo, a Palavra de Deus é realista, “pé no chão”, ainda assim traz paz e segurança aos que creem.