Esperança, fé e ousadia: vencendo a ansiedade e o medo do desconhecido

[ Leia Lucas 19.1-9 ]
[ Ref.: Gn 12.1-3; 22.1-18/ Mc 5.24-34 / Lc 7.1-10 / Hb 11. 4-22]

Um novo ano começou na semana passada, muitos de nos, vez ou outra, tem o costume de alimentar desejos e fazer votos, estabelecer metas sobre o faremos para este ano e guardamos esperança de algo diferente, bom, melhor em tudo que não pode ser vivido no ano anterior.

Porém, ao passarmos por momentos difíceis e duros de encarar, (muitas vezes embasados em nosso instinto imediatista…) esperamos uma mudança drástica  da parte do Senhor Deus, algo que nos traga alívio e paz o mais cedo possível.

Em alguns casos, realmente, só resta uma intervenção divina, uma vez que os recursos humanos se esgotam, em outras, Deus ainda espera de nós uma atitude (em alguns casos ordena algo), um ato de fé, uma iniciativa, um passo além, comprovando que realmente confiamos nEle.

Temos vários exemplos bíblicos de personages conhecidos que deram um passo à frente, tais como: (AT) Abraão, Moises, Josué, Gideão, Jefté, Davi, Elias, Eliseu entre outros; (NT) à mulher hemorrágica, o centurião e seu servo enfermo, Zaqueu, Bartimeu e alguns discípulos de Cristo como Pedro e Paulo.

Se ainda tem dúvidas de como, por onde começar e quais atitudes tomar nesse começo de ano, ore a Deus, medite em Sua Palavra, busque, clame a Ele por sabedoria e discernimento para tomar as melhores atitudes, lembre-se que Ele esta sempre no controle de todas as coisas.

Alma abatida – combatendo a solidão

Salmos: 42. 11. Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.

Romanos: 8. 37. Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. 38. Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, 39. nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

[Ref.: Sl 42; 139; 118.5; 120.1 / Is 40.26-31; 55.9-10 / Jr 29.11-14 / Lm 3.21-23 / Mt 11.28-30 / Jo 16.33 / 2 Co 4.17-18 / Fp 4.11-13 / Tg 5.16]

As vezes, passamos por problemas, lutas, dificuldades e tribulações duras e difíceis de suportar (não impossíveis), que para deixar de/evitar preocupar pessoas próximas que amamos, acabamos por escolher o silêncio e as vezes o exilio, porém estas opções podem nos levar também à uma depressão, sofrendo sozinho e cometendo o equivoco de buscar à Deus somente quando o problema já atingiu ou esta para atingir niveis críticos.

Os problemas podem até ser de ordem financeira, familiar, conjugal, legal, de saúde ou pessoal (desde conflitos internos à vicios escondidos) que já estamos prestes à perder o controle e não vemos mais solução para resolve-los (humanamente falado), mas nesta história, Deus nunca jamais deve ser encarado como último recurso de ajuda/solução e sim o primeiro.

O exílio, que leva à solidão, como dito acima, não ameniza o problema, muito pelo contrário, ele apenas o intensifica, nos mergulhando (dependendo do caso) num mar de angustia, culpa, ansiedade e medo (insegurança), sufocando e esfriando nossa fé e, com isso, podendo facilmente nos conduzir à depressão. Porém Deus nós ensina, encoraja, nos motiva à entregar à Ele nossos caminhos e buscar primeiramente à Ele e no demais ajudaria à resolver (Sl 37.5; Mt 6.33-34; 1 Pe 5.7).

Na presença de Deus nossos medos, insegurança, duvidas e nossa ansiedade tem um fim, a paz. Não estamos sozinhos neste mundo, Cristo sempre esta conosco.

Brilhe a Luz que dissipa as trevas

“…Através de mim, Jesus, clareia!
Vou brilhar a minha luz.
Eu carrego a luz ,de Deus.
Através de mim, Jesus, clareia!”

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

Mateus 5:13-16

Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.
João 8:12

Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.
João 12:46

De acordo com o dicionário Michaelis, conduta é também definido como:
“Comportamento consciente do indivíduo, influenciado pelas expectativas de outras pessoas.”

“Não há ‘cristão praticante’, pois a essência do verdadeiro cristão esta em sua conduta diária”Lúcio Barreto Jr.

Não há como deixar brilhar a luz contagiante de Jesus Cristo em nossas vidas, se a nossa conduta e comportamento for de trevas, nem se quer aproximar aqueles que estão ao nosso redor, dos quais amamos, muito pelo contrário, é mais fácil que estes se afastem de nós quando nosso comportamento não se faz digno. Que não somos perfeitos e nem mesmo 100% puros, isso É FATO!

Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
Gálatas 5:22

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.
1 Coríntios 13:13

É evidente a dificuldade de por em prática em nossas vidas, em sua essência, cada parte (citada acima) que compõe fruto do Espirito, (e este refere-se ao Espirito Santo de Deus) embora não é impossível, pois tendo comunhão com Ele, e deixando-o agir em sua vida, Ele servirá não apenas como amigo, consolador e professor, mas também com agente transformador, (pois tendo ciência das áreas de nosso comportamento que necessitam ser mudadas) quando isto pedirmos e dermos liberdade a Ele, em o nome poderoso de Jesus Cristo, este certamente vos concederá, tratando lá no interior, em nossa essência.

Não somos perfeitos nem 100% santos, mas buscamos enquanto vivos o exercício da santidade preparando nosso ser para quando chegarmos na glória, ao lado do Mestre, Jesus.

Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
João 14:26

Peça ao Espírito Santo (antes ciente em ti, do que lhe carece / falta ou algum ponto onde esta errando) para que lhe ensine a ter auto-controle sobre suas próprias ações, e este, com muito amor, te servirá como o mais excelente, perfeito e compromissado professor, para te ensinar, te exortar sempre que necessário, e te transformar em seu interior (conduta e comportamento)!

Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.
1 Coríntios 11:1

Somos como uma lanterna, uma lâmpada ou um lampião, cujo Condutor e Guia é Jesus Cristo (O Salvador, Libertador, Messias, Mestre, Sumo Sacerdote, Justo, Emanuel, Deus Forte, Absoluto, Conselheiro, Fiel, Senhor, Rei…), O Guia, A própria Luz que dissipa e afasta todo o mal, e o combustível, energia que que devemos carregar conosco é o Espirito Santo de Deus, a chama viva que arde em nossos corações.

“Através de mim, Jesus, clareia!
Através de mim, Jesus, clareia!
Vou brilhar a minha luz.
Eu carrego a luz ,de Deus.
Através de mim, Jesus, clareia!”

Clareia – Thalles Roberto

Portanto, para finalizar: deixe brilhar a Luz de Jesus Cristo em sua vida a partir de hoje, (não à negue temendo a reação do próximo ou para agradar a maioria que despreza esse amor), seja o exemplo (não apenas de cristão, mas de pessoa) que todos precisam e certamente muitos se aproximarão mais de ti (ao ver a Glória dEle através de ti) e Deus te honrará.

“E como os serafins que cobrem o rosto ante a Ti,
Escondo o rosto pra que vejam Tua face em mim,
E que diminua eu, pra que Tu cresças Senhor, mais e mais…”

Tua Graça me basta – Toque no Altar

E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
João 1:5